Apartamentos Pinhais

Ficha técnica


  • Localização: Pinhais – PR, Brasil
  • Área: 205 m²
  • Ano do Projeto: 2021
  • Nível do projeto: Anteprojeto
  • Equipe de Projeto:
    Érica Victorino
    Gabriela Baggio
    Luna Foschini

     

  • Orientação:
    Arquiteto e Urbanista Nícolas Marques

Memorial


O projeto dos Apartamentos Pinhais foi desenvolvido juntamente ao escritório VH Engenharia, a fim de oferecer ao cliente o resultado que ele buscava no ramo imobiliário. O local consiste em um prédio de três pavimentos, sendo os dois primeiros comerciais, e o terceiro, residencial, visando o aluguel do imóvel. 

Visto que este prédio já estava em construção quando a Modular Jr. foi contratada, o nosso desafio foi desenvolver layouts das partes que compõem o projeto do terceiro pavimento. Assim, possuíamos uma área de 205 m2 para dividir em dois apartamentos e uma área de circulação entre eles. O espaço de cada apartamento deveria atender a necessidade de duas famílias compostas de quatro integrantes cada. Além disso, como a parte estrutural do prédio já havia sido erguida, as paredes externas dos apartamentos já estavam prontas e não poderiam contar com modificações. Para isso, desde o início a equipe de projetos buscou desenvolver o estudo e setorização dos ambientes, almejando a iluminação e ventilação da maior parte dos cômodos. 

A fachada do edifício é direcionada para o Leste, portanto as aberturas dos apartamentos foram posicionadas voltadas a esta orientação, permitindo com que os quartos, a sala, a cozinha e a área de serviços recebessem luz durante uma parte do dia. Os banheiros, posicionados na parte oposta à fachada, não contam com aberturas para ventilação natural. Portanto, para solucionar este problema, foi proposto a instalação de exaustores, que permitiriam eliminar os odores e a umidade desses ambientes. Para propor essa solução, foi estudado o caminho que os dutos de ar percorreriam, a fim de manter o mais intacta possível a estrutura já construída.

Os modelos das janelas foram ponderados considerando a quantidade de luz solar e ventilação que se desejava obter dentro do imóvel. Além disso, os materiais sugeridos para o revestimento do piso e das paredes foram escolhidos de acordo com o melhor custo benefício que o cliente buscava para o imóvel, bem como os pontos positivos que estes materiais trariam aos apartamentos, visando um maior conforto de seus ocupantes. 

Todas estas escolhas e considerações, alinhadas à ideia do cliente e às observações da Engenharia VH, resultaram neste projeto desafiador que nos levou a pensar um pouco mais “dentro da caixa”, visto que os espaços e alguns materiais já estavam delimitados. Mas nada disso impediu que a equipe avaliasse constantemente ao longo do projeto maneiras como o espaço poderia contar com inovação e proporcionar a seus habitantes um ambiente mais agradável de se morar.