Blog

Adaptações para idosos: mudanças que você pode fazer na sua casa para torná-la mais acessível para a terceira idade.

Por Camilla Dalledone Gasparin e Isabela Cristina Vettorazzi

23 de agosto de 2022


Índice

Introdução

Você já se deparou com problemas na disposição do ambiente que afetam sua acessibilidade? E já pensou nas limitações para as pessoas idosas e em como o ambiente afeta sua qualidade de vida? 

Por isso, é importante um projeto arquitetônico bem pensado e executado, que considere essas questões e permita que sua casa ou seu ambiente seja adaptável para a terceira idade, pois muitos detalhes podem passar despercebidos e podem impactar seriamente no uso prático dos seus espaços, e consequentemente no seu bem-estar como idoso(a) e daqueles que frequentam sua residência.

Nesse artigo, você pode encontrar algumas alternativas para adaptar a sua casa para o bem estar da terceira idade e trazer a acessibilidade para o seu espaço de modo geral.

Passagem

Espaços de passagem geralmente não são grandes preocupações quando se trata de reformar ou planejar sua casa. Porém, deve-se levar em conta que o mau planejamento dessa área pode oferecer riscos ao usuário, principalmente os de idade avançada. Algumas dicas para este espaço são

  • Para que não haja o risco de queda ou tropeço, o ideal seria não utilizar tapetes, mas, se necessário, cole-os no chão com fita própria ou prenda-os na base de um móvel para que fiquem firmes; 
  • Para garantir estabilidade aos movimentos, colocar corrimão na escada e, em caso de mobilidade reduzida ou corredor extenso, é possível instalar barras de apoio ao longo do ambiente; 
  • Para facilitar o deslocamento, evitar desníveis e escadas, mas, caso não seja possível, a instalação de elevadores ou a adaptação da escada, com o uso de uma plataforma elevatória, seriam boas opções. Outra alternativa é a instalação de luzes e sinalizações nos degraus. 

Quarto

Sem dúvidas, passamos a maior parte do nosso tempo em casa no quarto. Seja dormindo, apenas descansando ou até mesmo trabalhando de forma remota, além das pessoas que por impossibilidade motora vivem quase 100% dos dias em suas camas. Por isso, é essencial que esse espaço seja pensado especificamente para seu usuário e suas atuais e futuras necessidades. Algumas adaptações que facilitam a vida de um(a) idoso(a) em seu quarto são

  • Optar por um colchão firme que não cause incômodo na coluna, e o posicionar em uma altura que permita que o pé alcance o chão ao sentar-se na cama, para evitar quedas ao subir e descer dela
  • Posicionar as tomadas e os interruptores perto da cama para facilitar o uso – e jamais atrás de móveis – para que assim não seja necessário levantar ou se movimentar demais para usar tais itens; 
  • Incluir um telefone para emergências ao lado da cama para que um pedido por ajuda seja rápido e feito com pouquíssimo esforço
  • Instalar uma cabeceira anatômica que sirva também de apoio para quando for necessário sentar-se na cama confortavelmente e com a postura correta – seja para comer ou trabalhar
  • Se possível, inserir um sensor de movimento que acenda automaticamente as luzes do quarto e do banheiro ao se levantar da cama, para evitar acidentes causados por falta de visibilidade ao andar até o interruptor.

Sala

É neste espaço que vivemos muitos momentos de convívio e relaxamento e, por isso, é indispensável seu ótimo planejamento. Alguns fatores que se destacam quando se trata de adaptar ou pensar no uso da sua sala são:

  • Priorizar sofás mais firmes, que permitam sentar-se com boa postura e, assim como o colchão da cama, não prejudiquem a coluna, além de terem altura suficiente para que o usuário alcance o pé no chão; 
  • Escolher poltronas e cadeiras com braços, assim ao se sentar o usuário terá mais equilíbrio e segurança; 
  • Optar por cantos arredondados nos móveis, para que possíveis colisões causem menos danos àqueles que circulam no ambiente;
  • Para esse espaço também pode-se considerar remover os tapetes.

Cozinha

A cozinha é indispensável para qualquer um, mas pode oferecer muitos riscos se não bem planejada, ainda mais para alguém com a idade avançada. Dessa forma, algumas dicas úteis para considerar ao pensar neste espaço são

  • Preferir um fogão de indução, assim não haverá chances de incêndio, uma vez que ele não utiliza chamas; 
  • Criar armários menos profundos, para que não seja necessário moverse tanto para alcançar algum item; 
  • Optar por bancadas claras, que facilitem o encontro de objetos; 
  • Etiquetar as gavetas e prateleiras, para evitar confusões e facilitar o encontro de utensílios
  • Para idosos(as) que precisam trabalhar sentados ou utilizam cadeiras de rodas, procurar diminuir a altura de mesas, pias e bancadas para facilitar o acesso e uso;
  • Planejar pontos elétricos e suas funções com antecedência, assim não será necessário carregar e movimentar utensílios pesados, como batedeira e liquidificador, considerando a capacidade motora da terceira idade.

Banheiro

(Reprodução/Pixabay)

O banheiro é o alvo de maior número de acidentes domésticos em relação a outros cômodos. Portanto, evitar imprevistos é essencial. Por isso, algumas adaptações são: 

  • Planejar a abertura da porta para fora, a fim de facilitar o acesso ao cômodo a ajuda em casos de acidentes;
  • Incluir barras de apoio para estabilidade, para evitar possíveis escorregamentos;
  • Instalar pisos ou fitas antiderrapantes para evitar quedas.

Para a casa toda

Existem adaptações que podem ser usadas na casa toda, como

  • Preferir uma iluminação clara e bem distribuída, uma vez que uma visão melhor do ambiente é fundamental; 
  • Planejar portas com pelo menos 80 cm de vão, pois permitem a passagem de cadeiras de rodas e andadores
  • Menos é mais! Quanto mais livre o espaço, menos obstáculos existirão. Pensar o interior da sua residência apenas com móveis essenciais pode diminuir o risco de alguém tropeçar;
  • A fim de facilitar a mobilidade, instalar tomadas na altura 90-120 cm, para que o usuário não precise se abaixar
  • Evitar materiais cortantes, com enfoque especial no vidro. Uma sugestão é optar por policarbonato ou acrílico; 
  • Se possível, optar pela automação da casa, assim luzes, temperatura e irrigação poderão ser feitas pelo próprio celular. Desse modo, é possível acionar esse sistema de forma facilitada, além de ter acesso a câmeras de segurança para checar se está tudo certo com a casa e com os moradores;
  • Para uma vida mais saudável, criar espaços de área verde. Além de deixar a casa mais bonita, ter uma ocupação como cuidar das plantas melhora o sono, reduz o estresse e mantém a mente ativa.

Conclusão

É bom lembrar que essas dicas não são regras. Acima de tudo, você deve considerar a sua realidade e o que imagina para o seu futuro. Tudo isso pode ser adaptado para o seu caso, e assim ser aplicado da forma mais eficaz. 

Em um projeto, é essencial pensar nesses fatores, seja pelo seu conforto a longo prazo ou por idosos que possam vir a fazer parte do seu convívio. É fundamental entender as necessidades de todos, garantindo ao máximo a autonomia e todos os benefícios na sua casa para o seu futuro e da sua família!

Gostou do conteúdo? Comente abaixo o que achou e compartilhe nas redes!

Consulte nossa equipe da Modular Jr aqui.