Blog

 

Como escolher entre MDF e MDP?

Por Stefani Rosim e Nicole Seoane

21 de julho de 2021


Índice

1. Uso de MDF e MDP na arquitetura

Quanto mais conhecemos sobre arquitetura e design, mais percebemos a infinidade de materiais e possibilidades dentro desse universo. Nos últimos anos, o uso da madeira tem chamado a atenção no meio da construção e decoração, sendo cada vez maior a busca por materiais alternativos, sustentáveis e técnicas construtivas que abracem as demandas de projeto. A madeira e suas variações estão presentes desde moldes e fundações até sofisticados painéis decorativos ou chapas de isolamento térmico e acústico, e é certamente um dos materiais mais versáteis encontrados no meio da arquitetura. Dentre os materiais feitos de madeira mais amados e utilizados em projetos, principalmente de interiores, estão o MDF e o MDP. Diante de todas as características e utilidades, algumas dúvidas podem surgir no momento de escolher qual dos dois é o ideal para o tão almejado projeto, seja ele um móvel, uma maquete ou um artefato de decoração. São dois  materiais parecidos à primeira vista, porém as diferenças entre eles são um divisor de águas na hora da tomada de decisão de marcenaria. Mas afinal, qual é a diferença entre os dois? Qual o melhor a se usar? O que levar em consideração para escolher? A Modular Jr te ajudará nessa jornada de decisão com algumas dicas gerais. 

2. A matéria-prima e composição

Ao escolher qual material utilizar em seu projeto, é preciso levar em conta diversos aspectos que a longo prazo farão diferença na utilidade, durabilidade e acabamento. Primeiramente, é importante entender a diferença da composição desses dois materiais. Apesar da matéria-prima de ambos normalmente ser extraída do mesmo tipo de árvore – pinus ou eucalipto no geral – a diferença está na forma e tamanho que a madeira foi confeccionada. A placa de MDF é formada por uma mistura de madeira e resina sintética, resultando em uma peça relativamente fina e uniforme. Já o MDP é composto por partículas de madeira prensadas em três camadas – uma fina em cada extremidade e uma grossa no entre elas. 

madeiras mdf e mdp
Corte madeiras MDF e MDP. (Foto de Cottonbro no Pexels. Edição por Modular Jr.)

 

Além de entender a diferença na composição, você deve entender a função de cada material e em que situações ele melhor se comporta. Fatores como: tamanho, espessura, densidade e resistência de cada peça são determinantes para um bom resultado de projeto, por isso entender as características do MDF e do MDP é imprescindível para sua decisão. Por ser fabricado em alta pressão e pela composição em camadas, o MDP é mais leve e estruturado, oferecendo melhor resistência que o MDF. Portanto, para projetos que exigem maior resistência à pesos, aplicação de parafusos ou empenamento, o MDP é a melhor escolha. Por outro lado, o MDF permite maior liberdade para o design do projeto por aceitar cortes em diferentes ângulos e direções.

Depois de analisar as características desses dois materiais, observe o tipo de acabamento que cada um deles admite e compare com as necessidades do projeto a ser realizado. Leve em conta o uso de revestimentos, tintas, verniz, impressões e outros acabamentos que a chapa irá receber. Devido à superfície lisa e uniforme, o MDF recebe melhor alguns tipos de revestimentos, como tintas e adesivos.

3. Reação a umidade

O contato do material com umidade deve ser levado em conta principalmente quando tratamos de móveis e projeto de interiores. Painéis industrializados não podem ficar em contato direto com a água, porém o MDP é a melhor opção para áreas mais úmidas por ser composto de camadas, ao contrário da chapa de MDF que estufa ao ter contato com umidade. Utilizando o MDF ou MDP, existem técnicas e acabamentos que diminuem o contato do material com a água em projetos mais propensos a situações de umidade – como de cozinhas e banheiros – por exemplo, projetar os móveis para serem suspensos na própria parede ou com um sóculo (base de apoio geralmente de mármore, granito ou porcelanato). Depois de tanta informação, veja neste infográfico um resumo para lembrar as principais diferenças entre os dois.

infográfico mdf x mdp
Infográfico MDF x MDP. (Imagem de Modular Jr.)

4. Qual é o mais barato?

Em relação ao preço, geralmente o MDF é mais caro que o MDP ao comparar espessuras iguais, porém tenha em mente que o custo benefício vai muito além de preços e valores. Levando em conta as características já citadas, é importante que seja feita uma avaliação das opções diante das necessidades e singularidades de cada projeto, e nesse trabalho o papel do arquiteto ou designer é essencial para garantir o melhor custo benefício do projeto. 

5. Sustentabilidade e benefícios ao Meio Ambiente

Tanto o MDF quanto o MDP utilizam de madeira de reflorestamento em sua composição, sendo materiais ecologicamente corretos seguindo as recomendações da 12° e 15° ODS (Consumo e produção responsáveis, e Vida terrestre). Dessa forma, promovem o consumo sustentável e reduzem os riscos impostos ao meio ambiente e aos recursos naturais; e por fim contribuem para a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida do nosso planeta. Para saber mais sobre as ODS, sua utilização na arquitetura e seu impacto no planeta acesse o artigo no nosso blog onde a Modular Jr. discorre melhor sobre a importância das ODS para fortalecer a cultura da sustentabilidade ambiental e social.

6. Uso conjunto de MDF e MDP

Atualmente vários projetos de interiores e de construção de móveis estão utilizando os dois materiais em conjunto, usufruindo do melhor de cada. A qualidade pode ser ampliada caso se use, por exemplo, o MDP para fazer a parte de sustentação e o MDF para o acabamento. Imagine o encanto que seria uma cozinha feita com as prateleiras e divisórias em MDP para melhorar a sustentação de peso, enquanto as portas e gavetas são feitas com o MDF. Portanto, não existe material melhor ou pior, mas cada um deles cumprirá sua função no projeto de acordo com suas características próprias e com as necessidades do produto final. Um bom planejamento e análise de cada uma dessas características é um diferencial para seu projeto.

7. Outras opções de chapas de madeira industrializada

A madeira é amplamente utilizada na construção civil, desde forros e assoalhos até móveis e decorações, seu uso é imprescindível durante uma obra, mas como saber qual madeira escolher para determinada função? Além do MDF e MDP há diversas chapas de madeira industrializada que podem ser utilizadas em distintas etapas do projeto de acordo com as características e funcionalidade de cada uma. Algumas das opções mais usadas na possível substituição de MDF e MDP são as chapas de compensado, que possuem lâminas de madeira sobrepostas e perpendiculares entre si, unidas por cola e prensadas com calor. Sua estrutura permite maior resistência e aplicação de revestimentos e pode ser utilizada em diversas situações como balcões, pisos, portas ou forros. Outra opção seria a utilização de OBS, um material composto por lascas de madeira prensadas em camadas perpendiculares e unidas com resina aplicada sob alta pressão e temperatura. É bastante resistente e rígido, contempla uma aparência peculiar e por sua superfície ser rugosa não é indicado para aplicação de tintas e revestimentos. Entretanto, o OBS é um ótimo isolante acústico, ecologicamente correto e reciclável. Caso se interesse em saber mais sobre diferentes chapas de madeira industrializada acesse o artigo do Archdaily para obter informações complementares.

8. Como a Modular Jr. pode te ajudar nessa escolha?

O compromisso da equipe da Modular Jr. com o cliente é auxiliá-lo durante todo o processo de elaboração e detalhamento do projeto. Sendo assim, também na escolha do material que irá desempenhar melhor a sua função previamente planejada. Confiando na Modular Jr. você irá obter um projeto adequado que utilize sabiamente a composição de material. Por fim, a decisão entre MDF ou MDP, ou até entre outros diversos materiais e chapas de madeira será incorporada com destreza em seu projeto.

Gostou do artigo? Para observar melhor o uso de MDF em projetos de arquitetura e design de interiores, confira em nosso Instagram o projeto AP 203 onde a Modular Jr. desenvolveu a reforma de uma cozinha com mobiliário de MDF esverdeado e detalhes em madeira. Sobre o uso do MDF nesse projeto, a assessora e membro da Modular Jr. Luna Foschini comentou que a escolha do material foi feita por dois motivos principais. “Optamos pelo MDF primeiramente pelo grande uso do material na arquitetura e, por consequência, pelo fácil acesso e ampla mão de obra para a marcenaria. Além disso, o MDF é uma peça que recebe bem o tipo de revestimento escolhido pelos clientes. Assim, conseguimos oferecer para nossos clientes um projeto com bom acabamento e que supriu as expectativas estéticas”, afirmou a assessora. 

armário de cozinha em MDF
(Reprodução/Instagram/AP 203/ModularJr)

 

 

Palavras chave: MDF e MDP, diferenças entre MDF e MDP, Uso de madeira na arquitetura, Sustentabilidade, Interiores, Móveis, Reforma.